Buscar
  • Débora Martins

ISO 9001:2015 e suas contribuições para as organizações

A Norma NBRISO9001:2015 trouxe várias mudanças em relação à última versão da norma ISO9001:2008, com isso, as empresas têm a oportunidade de melhorar diversos aspectos organizacionais importantes, mas que muitas das vezes não eram feitos ou não eram tratados como prioridade na organização.


Com a nova revisão da norma, as empresas precisam usar mais a estratégia e isso contribui para a evolução da própria organização, pois quando se reserva um tempo para o planejamento de ações, economiza-se tempo e muitas vezes até dinheiro para tratar problemas que acontecem justamente por falta de planejamento.


Além do planejamento de ações, a inserção da análise de riscos e oportunidades, do conhecimento organizacional e do planejamento de mudanças contribui significativamente para a bom andamento da empresa.


Veja, se a empresa possui o hábito de analisar os riscos, tanto as ameaças quanto as oportunidades, ela saberá quando e por que tomar alguma ação, sendo que pode prevenir problemas que não seriam evitados se essa análise não fosse feita. Por outro lado, a empresa também ganha ao saber o que pode explorar e melhorar nos seus processos internos e isso pode gerar inúmeros benefícios, dentre eles: otimização de processos, redução de custo, aumento de produtividade etc.


Outra ação que sem dúvida é fundamental para a saúde da empresa é a retenção do conhecimento organizacional, isto é, a empresa manter o conhecimento das pessoas na empresa através de procedimentos, instruções de trabalho e job rotation por exemplo. Isso ajuda a empresa a executar todo o seu processo mesmo que algum colaborador esteja ausente, seja por motivo de férias, afastamento ou até desligamento.


O planejamento de mudanças por sua vez, contribui para que cada alteração organizacional seja pensada em termos de custos, recursos necessários, tempo, delegação de atividades para que todos saibam qual é o objetivo da mudança e como ela será feita e principalmente se é o momento certo para a execução da mudança e os impactos que ela gerará.


A ISO9001:2015 também aborda o contexto da organização, sendo mais um ponto que a norma agrega valor às empresas, pois ao mapear o seu contexto, a organização sabe suas forças e fraquezas e oportunidades e ameaças e consegue planejar ações para maximizar seus pontos fortes e minimizar seus pontos fracos, isso contribui para ser mais competitivo no mercado.


Além dos pontos já tratados, é relevante a definição de estratégias, objetivos, missão, visão, valores e políticas da empresa. Esses pontos já deveriam ser primordiais em todas as empresas, independente dela buscar por uma certificação ISO. No entanto, a prática é um pouco, ou muito, diferente da teoria. Vemos no mercado empresas que não sabem realmente o que são, ou seja, o que elas representam para o mercado, para os colaboradores, clientes, etc. e muito menos sabem onde querem chegar, não possuem uma meta a ser atingida. Por isso, mais uma vez, a ISO9001:2015 dá essa oportunidade para que as organizações que queiram se certificar tenham esses itens bem definidos, contribuindo como um todo para a sobrevivência da empresa.


Por fim, entender as necessidades e expectativas das partes interessadas, ou seja, compreender realmente o que as pessoas esperam da empresa contribui para maior assertividade na entrega do resultado. Você já parou para pensar o que a sociedade espera da sua empresa? E os clientes? E o governo? E poderíamos continuar as perguntas, já que a empresa está rodeada de partes interessadas. O que temos que fazer é: saber o que cada uma dessas partes precisa e quer que a empresa seja para elas e sabendo disso, trabalhar para entregar as obrigações e os desejos de cada parte interessada.


A partir de todas as considerações feitas, pode-se afirmar que uma empresa que busca ou que já possui a certificação da ISO9001:2015 preza pela qualidade, qualidade essa, que reflete na melhoria dos processos internos da empresa e por conseguinte em fatores externos, como na própria satisfação do cliente, que é o que todas organizações desejam alcançar.


Débora Martins Mendonça Thompson

Coordenadora de RH e Qualidade


7 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

©2020 ITMS Brasil